Aguarde estamos carregando o maior site especializado em São Paulo
  1. 1Soberano

Lesão de Pablo Maia: São Paulo avalia opções de tratamento

Por Redação 1Soberano em 30/04/2024 15:01

Pablo Maia sofre lesão grave nos isquiotibiais

O volante Pablo Maia, do São Paulo, sofreu uma lesão grave nos isquiotibiais, composta pelos músculos semitendíneo, semimembranoso e bíceps femoral, que ficam na região posterior da coxa e quadril.

Opções de tratamento

O departamento médico do São Paulo está avaliando as opções de tratamento para Maia. O clube não descarta a cirurgia, mas também há a possibilidade de um tratamento conservador, com repouso e fisioterapia.

Importância de Pablo Maia para o São Paulo

Pablo Maia tem sido um jogador importante para o São Paulo , formando dupla de volantes com Alisson em 80% das partidas até o jogo contra o Palmeiras. Na ausência de Maia, Alisson formou dupla com o paraguaio Bobadilla.

Apoio do jogador

Nas redes sociais, Pablo Maia se pronunciou sobre a lesão, afirmando que voltará mais forte e agradeceu pelas mensagens de apoio. "Enquanto isso, estarei apoiando meus companheiros de São Paulo durante esse período afastado dos gramados", escreveu o jogador.

Grupo muscular afetado

Os isquiotibiais são responsáveis por realizar a flexão do joelho, dobrando-o para trás. A lesão nos isquiotibiais causa dor súbita, edema, hematoma na região posterior da coxa, fraqueza para dobrar o joelho e dificuldade para correr.

AVALIE ESTA NOTÍCIA

Leia também

São Paulo busca liderança do Grupo B na Libertadores contra o Barcelona de Guayaquil

São Paulo busca liderança do Grupo B na Libertadores contra o Barcelona de Guayaquil

Virada dramática no Morumbi: São Paulo vence Fluminense e entra no G6 do Brasileirão

Virada dramática no Morumbi: São Paulo vence Fluminense e entra no G6 do Brasileirão

Fim do ciclo: James Rodríguez deixa o São Paulo

Fim do ciclo: James Rodríguez deixa o São Paulo

São Paulo defende título da Copa do Brasil em busca de redenção

São Paulo defende título da Copa do Brasil em busca de redenção

Comentários: